Recuperação de clientes inadimplentes

Inadimplência cresce no país. Como manter sua empresa protegida?

Artigo de Serasa Experian, 10 de Outubro de 2017

O desemprego e a recessão econômica vêm sendo as principais causas da desorganização financeira de consumidores e empresas. Quem perde o emprego durante um momento de crise na economia geralmente ingressa, em pouco tempo, nos cadastros de inadimplência, por falta de recursos para arcar com compromissos assumidos anteriormente.

Os índices de inadimplência no país permanecem em níveis altos. Os Indicadores Serasa Experian de Inadimplência registraram recorde em maio de 2017, com 61,1 milhões de consumidores e 5,1 milhões de empresas em situação de inadimplência.

Em agosto deste ano, o índice de consumidores recuou para 60,4 milhões, mas o de empresas se manteve no mesmo patamar.

Neste cenário, como fica o lado de quem trabalha oferecendo crédito? Quais cuidados uma empresa precisa tomar nas negociações com consumidores e parceiros comerciais que estão vulneráveis à crise e às turbulências políticas pelas quais o país passa?

Podemos citar dois fatores-chave para um processo de cobrança bem-sucedido: conhecer bem o cliente e planejar a melhor estratégia para ele. Aprofundar o entendimento sobre quem são seus clientes, seu momento atual e suas necessidades, permitirá que estratégias distintas e bem orientadas tragam os melhores resultados, pois nem tudo o que funciona bem para um cliente, funcionará para outro.

Essas duas dicas podem apoiar o crescimento sustentável de uma empresa até nos momentos mais difíceis.

Se você se interessou por este tema e quer saber como otimizar os processos de cobrança da sua empresa, a Academia Serasa Experian oferece o curso Cobrança e Recuperação de Dívidas - Técnicas, Procedimentos e Estratégias no próximo dia 19/10, das 13h às 17h30 (horário de Brasília). Conheça mais detalhes acessando o site da Academia.

Academia Serasa Experian

Serasa Experian
Autor do artigo

Serasa Experian

A maior referência do país no serviço de informações para consumidores e empresas.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe:

Resultado da busca